A lista: executivos da Odebrecht vão delatar mais de cem políticos

Uma fonte ligada à investigação disse que há pelo menos dez governadores e ex-governadores na listagem

naom_55858d0e06cf5

Executivos da empreiteira Odebrecht, investigada pela operação Lava Jato, farão nesta sexta-feira (29) os depoimentos previstos no acordo de delação premiada, segundo informações da coluna do jornalista Lauro Jardim, do Globo. Ao todo serão 15 os depoentes.

Segundo informações do Globo, os executivos da companhia, entre eles o ex-presidente Marcelo Odebrecht, apontaram mais de cem políticos como beneficiários diretos de desvios de dinheiro público, ou como recebedores de outras vantagens, como repasses de verba para suas campanhas.

Uma fonte ligada à investigação disse que há pelo menos dez governadores e ex-governadores na listagem.

Entre os citados nas negociações preliminares estão o governadores do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB); de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); e de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT).

Considerada a maior empreiteira do Brasil, a Odebrecht possui obras e contratos com a administração pública dos três Poderes, e em praticamente todos os estados do país.

De acordo com a publicação, a empresa faturou mais de R$ 130 bilhões com negócios no país e no exterior.

Desde o início da Operação Lava Jato, há cerca de dois anos, os acordos de delação dos executivos da Odebrecht são considerados os mais temidos pelos políticos.

Noticias ao minuto

29/07/16