Acusado de homicídio em revendedora é condenado a 25 anos de prisão

forum

Em julgamento realizado ontem, 25, no Fórum do Barro Duro, José Ricardo Mendes da Silva foi condenado a 25 anos e três meses de reclusão pela morte de Valdeir dos Santos Vilela, ocorrida em 2010, no pátio de uma revendedora de automóveis, localizada na Avenida Gustavo Paiva, em Mangabeiras.

O juiz Geraldo Amorim, que presidiu a sessão, destacou que “o réu conhecia a ilicitude de sua conduta desde o início, pois contratou terceira pessoa para executar a vítima, tendo o controle total da execução”.

Os jurados rejeitaram as teses de negativa de autoria e clemência e condenaram o réu por homicídio qualificado. José Ricardo da Silva, no entanto, poderá apelar em liberdade por não haver ficado recluso durante parte da instrução criminal.

O crime ocorreu no final da manhã do dia 28 de dezembro de 2010. De acordo com a denúncia do Ministério Público de Alagoas (MPE/AL), José Ricardo da Silva e o cunhado, Antônio Bezerra Monteiro, saíram de Matriz do Camaragibe em direção a Maceió já tendo planejado o assassinato.

Quando a vítima se encontrava no interior de uma revendedora de automóveis, foi surpreendida pelos disparos efetuados por Antônio Monteiro. Já o réu José Ricardo ficou no carro esperando o cunhado para auxiliá-lo na fuga.

Ainda segundo o MPE, José Ricardo foi o autor intelectual do crime. Ele teria encomendado a morte de Valdeir porque a vítima tinha um irmão que seria seu desafeto.

Durante o interrogatório, o réu negou qualquer participação no assassinato e disse que não sabia que o cunhado estava armado. Já Antônio Bezerra confessou ter efetuado os disparos, mas alegou ter agido em legítima defesa.

O julgamento de Antônio Bezerra Monteiro não ocorreu porque ele não foi intimado para constituir advogado, devendo uma nova carta precatória ser emitida ao réu.

Cada Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *