Anvisa proíbe venda de extrato e molho de tomate de 5 marcas com pelo de roedor 

Marcas são: Amorita, Predilecta, Aro, Elefante e Pomarola

7yjy1xgjig_3uexxn5pxh_file

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) proibiu a comercialização e a distribuição de quatro lotes de extrato de tomate das marcas Amorita, Predilecta, Aro e Elefante, além de um lote de molho de tomate tradicional da marca Pomarola. A punição às cinco marcas se deu com base em laudos que detectaram matéria estranha indicativa de risco à saúde humana – pelo de roedor – acima do limite máximo de tolerância pela legislação vigente. As empresas terão de recolher os estoques dos produtos existentes no mercado.

As decisões da Anvisa estão publicadas em resoluções no DOU (Diário Oficial da União) desta quinta-feira (28). A primeira refere-se ao lote L 076 M2P e validade de 01/04/2017 do extrato de tomate Amorita, fabricado por Stella D’Oro. A segunda, ao extrato de tomate Predilecta lote 213 23IE e validade 03/2017. A terceira trata do molho de tomate tradicional Pomarola lote 030903 e validade 31/08/2017 e também do extrato de tomate Elefante lote 032502 e validade 18/08/2017.

Há dez dias, a Anivsa já havia proibido a comercialização de um lote de extrato de tomate da marca Heinz, pelo mesmo motivo.

A Cargill, fabricante das marcas Pomarola e Elefante, diz que tomou conhecimento da decisão e que “está trabalhando na adoção das medidas necessárias em decorrência de tal determinação”. A empresa acrescenta que cumpre “todas as normas de segurança dos alimentos e padrões de higiene. Assegura ainda que os produtos dos referidos lotes não oferecem qualquer risco à saúde de seus consumidores”.

O R7 ainda aguarda posicionamento das outras marcas citadas.

Noticias.r7

28/07/16