Arapiraca e Marechal têm maior nº de registro de crimes eleitorais em AL

Ambos os municípios tiveram 9 registros desse tipo, segundo a SSP.  Propaganda de boca de urna foi o crime mais comum no estado

02

Arapiraca e Marechal Deodoro foram os dois municípios de Alagoas que mais registraram ocorrências por crimes eleitorais no estado no último domingo (2), dia das eleições. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (3) pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) durante uma coletiva com a imprensa, na sede do órgão, localizada no centro de Maceió.

Segundo dados colhidos durante o período eleitoral, ambos os municípios registraram 9 ocorrências por diversos crimes dessa natureza. Em segundo lugar está Porto Calvo, com cinco registros. Craíbas fica logo abaixo, com 4 registros de ilícitos.

A Secretaria informou ainda que a propaganda da boca de urna foi o crime mais comum praticado. Foram 28 ocorrências registradas em todo o estado.

Além disso, foram 15 ocorrências envolvendo transporte, concentração de eleitores e fornecimento de alimentos, o que caracteriza a boca de urna.

Os dados também trazem 10 registros de compra de votos, 9 desobediências eleitorais e uma ocorrência em que uma pessoa votou no lugar de outra. Ao todo, foram 63 crimes de caráter eleitoral.

O secretário da SPP, Lima Júnior, afirmou que o esquema de segurança para o segundo turno será praticamente o mesmo que foi feito no primeiro. “O exército provavelmente não irá participar da segurança no segundo turno, a não ser que o TRE [Tribunal Regional Eleitoral] solicite. O restante vai trabalhar do mesmo jeito, de maneira integrada”.

Dados da PF
A Polícia Federal em Alagoas também divulgou nesta segunda o balanço das Eleições 2016 no estado. Segundo o órgão, foram oito pessoas presas e mais de R$ 40 mil apreendidos, que seriam utilizados para a compra de votos.

g1

03/10/16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *