Ladrão fica entalado em porta de loja e é resgatado pelos bombeiros em MT

Ele ficou com as pernas presas ao tentar forçar entrada por fresta de porta. Homem gritou por socorro e foi resgatado depois de 50 minutos preso

ladrao_entalado620x465

Um ladrão ficou entalado na fresta da porta de vidro de uma loja, na madrugada desta terça-feira (11), na cidade de Nova Mutum, a 269 km de Cuiabá. Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem, de 38 anos, tentou invadir uma loja de eletrodomésticos, no Centro de Nova Mutum, e acabou pedindo socorro aos gritos depois de ficar com as pernas presas na porta. Ele foi resgatado por uma equipe dos bombeiros.

A situação ocorreu por volta de 4h [horário de Mato Grosso], momento em que não havia ninguém na loja. O trabalho para retirar o ladrão entalado reuniu três bombeiros e dois policiais militares na porta da loja. O assaltante ficou quase uma hora com as pernas presas na porta.
De acordo com os bombeiros, o assaltante forçou a porta para entrar e não conseguiu passar pela fresta da estrutura. “Ele ficou preso com as duas pernas no blindex e começou a gritar pedindo socorro. Os vizinhos vieram e viram que ele estava preso. O encontramos deitado com o tórax no chão e a perna pendurada. Tivemos que levantá-lo e puxá-lo”, explicou o cabo dos bombeiros, Eduardo Oliveira.
A preocupação dos bombeiros era não machucar o assaltante ou danificar a porta da loja.

“Existia a suspeita de fratura em uma das pernas. Uma delas teve um corte e imobilizamos as duas pernas. A porta cedeu um pouco no momento em que ele tentou entrar, mas não foi suficiente, ele não teve mais força [para abrir]. Ele reclamou de muita dor e dizia que só queria sair. Até disse que poderíamos quebrar a porta que ele pagava [o prejuízo] depois”, disse o bombeiro.

O assaltante foi retirado da porta e teve as pernas imobilizadas. Conforme os bombeiros, o suspeito foi levado para ao hospital municipal de Nova Mutum, onde passa por exames.

g1

11/10/16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *