Shirlei original, Karina Barum é esquecida pela TV e dá aula na praia

Shirlei original, Karina Barum é esquecida pela TV e dá aula na praia

karina_barum_atriz_shirlei_fixed_big

Um dos maiores sucessos de Haja Coração, Shirlei (Sabrina Petraglia) é inspirada na personagem de mesmo nome (mas com Y no final) vivida por Karina Barum, 46 anos, na novela Torre de Babel, de 1998. Na época, a atriz foi muito comentada, e até hoje é reconhecida nas ruas pelo desempenho como a garota deficiente e sofredora criada por Silvio de Abreu. Karina, no entanto, não conseguiu repetir a repercussão de Shirley. Longe da Globo desde 2007 e sem convites para novas produções, ela se mudou para Florianópolis, onde dá aulas de interpretação.

Em Torre de Babel, que o canal Viva está reprisando desde o último dia 10, Shirley era filha do ex-presidiário Clementino (Tony Ramos), irmã da vilã Sandra (Adriana Esteves), e sofria com um problema na perna que a fazia mancar.

Para entender o drama e a dificuldade de locomoção de Shirley, Karina chegou a usar uma botinha ortopédica e a fazer sessões de fisioterapia mesmo sem ter problema algum diagnosticado. “Foi um processo doloroso fisicamente”, lembra.

Torre de Babel foi a primeira e única grande novela das nove da carreira de Karina. Depois dela, fez as novelas Louca Paixão (1999), na Record, e A Padroeira (2000), na Globo. A atriz lembra que chegou a ser confirmada para interpretar a personagem Bianca em O Cravo e a Rosa (2000), irmã da protagonista Catarina (Adriana Esteves), mas foi substituída por Leandra Leal.

“Fui convidada, mas acabou entrando a Leandra [no meu lugar]. Eu fiquei super feliz por ela, mas cancelei viagem, cancelei tudo e pegaram outra atriz. Fazer o quê?”, lamenta. Desde então, Karina fez apenas participações na série Carga Pesada (2006) e no programa Linha Direta (2007). Seus últimos trabalhos na televisão foram atuações em episódios do programa Tribunal na TV (2011), da Band.

Professora Karina
Karina ainda trabalha como atriz, mas em ambientes e ritmos muito distantes dos Estúdios Globo. Ela se mudou para Florianópolis há cinco anos, com o marido e a filha.

“Minha mãe e minha irmã já moravam aqui. Eu tinha muita vontade de sair [de São Paulo], mas o teatro não deixava. Daí acabei formando um grupo [em Florianópolis], fui dar aula, foi uma possibilidade de eu vir. Eu estava em busca de contato com a natureza, é uma coisa pessoal”, explica.

Na capital de Santa Catarina, a atriz atua em peças de teatro e filmes. Fez uma participação no longa Pequeno Segredo (2016), indicado pelo Brasil para tentar uma vaga no Oscar. Está ensaiando um monólogo sobre a vida da escritora Mary Shelley.

Ela também dá aula de teatro em dois centros culturais da cidade, mas não costuma conversar com seus alunos sobre a carreira na TV. “Eles perguntam, mas eu não falo. Na aula tem que ter sangue, suor e lágrimas. É muito trabalho, não tem arrego. No cafezinho a gente dá umas fofocadas”, brinca.

Recentemente, Karina deu conselhos para outra atriz: Sabrina Petraglia, 33 anos, que a procurou para falar sobre a personagem que as duas têm em comum. “Sabrina perguntou se deveria usar botinha. Eu sugeri que ela usasse e que seria legal fazer alongamento também. Ela me disse que estava muito emocionada”, conta.

Só de falar da personagem, Karina também se emociona e revela que gostaria muito de fazer uma “participação afetiva” nos últimos capítulos de Haja Coração.

“Houve burburinho [sobre um possível papel na trama], eu tinha ficado super feliz. Mas o burburinho diminuiu, não houve efetivação. Eu gosto muito de estar em todas as áreas, [mas] nos últimos tempos acabei ficando fora da TV. Adoraria fazer, seria uma oportunidade, achei bacana. Eu torci para que ocorresse [o convite]”, afirma.

uol

21/10/2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *