Suspeitos de matar torcedor do Santos são presos em São Paulo

523

Na noite desta sexta-feira, a Polícia Civil do Estado de São Paulo prendeu dois suspeitos do assassinato do taxista Gerson Ferreira de Lima, de 34 anos, que recebeu uma pancada fatal na cabeça, em um posto de gasolina na zona leste da capital paulista. Alisson Moreira, que acompanhava a vítima no momento do ataque, usava uma camisa do Santos.

De acordo com a polícia, o motivo da agressão teria acontecido em outro posto de gasolina, a aproximadamente um quilômetro do local da morte. Um dos suspeitos presos temporariamente, Sandro da Silva Aragão, teria discutido com Alisson Moreira. Aragão deixou o ambiente da discussão e foi casa, voltando depois com um primo, Felipe.

Sandro e Felipe Aragão encontraram Alisson Moreira com Gerson Ferreira de Lima e, sem que trocassem uma palavra, partiram para a agressão. No momento do ataque, Felipe usava uma camisa verde, o que levou a polícia a suspeitar que seria uma camisa do Palmeiras. Como Moreira estava com vestido com uma camisa do Santos, foi levantada a hipótese de briga entre torcidas organizadas dos dois clubes, que foi descartada após a verificação de que não havia qualquer relação da roupa de Felipe Aragão com o time paulista.

O torcedor morto foi enterrado na manhã da última sexta-feira, no Cemitério da Saudade. Lima veio a óbito na quarta-feira, após passar três dias internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Santa Marcelina. Os agressores tiveram a prisão temporária decretada e vão responder por homicídio.

Cada Minuto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *