Terremoto na China deixa doze mortos e 134 feridos

Um terremoto de 6 graus de magnitude sacudiu nesta segunda-feira a província de Sichuan, no sudoeste da China, deixando doze mortos e 134 feridos, anunciou a imprensa estatal.

Grupos de resgate trabalham na zona do epicentro, situado próximo à cidade de Yibin, informou a agência de notícias Nova China.

As vítimas estão nos distritos de Changning e Gongxian, e a cidade de Yibin, onde um hotel desmoronou, foi a mais atingida.

A televisão estatal CCTV exibiu imagens de socorristas retirando um sobrevivente dos escombros e sendo colocado em uma ambulância.

Segundo a agência estatal Nova China, mais de 300 bombeiros foram enviado à região de Yibin para auxiliar na busca de sobreviventes.

Também foram enviadas cerca de 5 mil barracas de campanha e 10 mil camas dobráveis.

Ao menos 4 mil pessoas foram levadas para centros de acolhimento devido aos danos em numerosos prédios em Yibin, informou o governo local.

O tremor ocorreu às 22H55 local (11H55 Brasília), a uma profundidade de 16 km, segundo o Centro Chinês de Terremotos, e foi seguido por quatro abalos secundários, o maior de 5,1 graus.

O sistema americano de monitoramento geológico calculou em 5,8 graus de magnitude o terremoto, e previu “danos extensivos” na zona afetada.

A região de Sichuan é abalada com frequência por terremotos.

Em 2008, um tremor de 7,9 graus deixou 87 mil mortos ou desaparecidos na região.

18/06/2019